loading3

Disfunção temporo-mandíbular: o que posso fazer para aliviar as dores?

A DTM (Disfunção Temporo-Mandibular) é definida como um conjunto de distúrbios multifatorial, como alterações oclusais, hábitos parafuncionais, estresse, ansiedade, sexo, fatores psicológicos ou anormalidades musculoesqueléticas. Dentre estas anormalidades estão as inflamações articulares, dores musculares, espasmos musculares, ou hipermobilidade e hipomobilidade, impactando o equilíbrio dinâmico do disco intra-articular da ATM e dos segmentos adjacentes, gerando uma série de sinais e sintomas típicos. Dentre eles, dores na face, na região pré-auricular e na cervical, cefaleias, otalgias, ruídos articulares, cansaço muscular, desvio da trajetória da mandíbula durante o movimento, limitação na abertura de boca, além de sensibilidade dentária. Outros sintomas, menos frequentes, que podem estar presentes são manifestações como zumbido e vertigem, ambos de origem muscular e articular, causando um enorme desconforto e prejuízo na qualidade de vida.

A quiropraxia e o uso das técnicas manuais têm um papel fundamental na recuperação destas disfunções, uma vez que tratam a dor e interferem em propriedades dos tecidos e da articulação, possibilitando o reparo do organismo, causando reações que levam ao reequilíbrio muscular e à melhora na amplitude de movimento. Uma vez restaurado a qualidade do movimento, o próprio organismo do indivíduo consegue fazer a recuperação necessária para o ganho da qualidade de vida com a redução dos sintomas.