loading3
Dicas de saúde

Fisioterapia Respiratória

Atualizado em 27 de Julho de 2022

A fisioterapia respiratória é um conjunto de técnicas que podem ser preventivas ou curativas, que tem como objetivo mobilizar secreções, melhorar oxigenação do sangue, diminuir o trabalho respiratório e prevenir complicações.

Fisioterapia respiratória em bebê

Fisioterapia respiratória em bebê

Doenças respiratórias agudas:

  • Gripe.
  • Faringite.
  • Pneumonia.
  • Covid-19.
  • Bronquite aguda.
  • Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA).

Doenças respiratórias crônicas:

  • Rinite crônica.
  • Asma.
  • Enfisema pulmonar.
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).
  • Sinusite crônica.

A partir da avaliação do quadro ao qual foi acometido o paciente, são anotadas medidas necessárias para a recuperação da saúde. Algumas medidas são:

  • Higiene brônquica.
  • Drenagem postural.
  • Técnicas de posição e suporte.

As técnicas de higiene brônquica e drenagem postural se utilizam em pacientes que desenvolvem quadros de hipersecreção mucosa e consequentemente dificuldade respiratória.

Fisioterapia respiratória pode ser realizada em bebês recém nascidos, crianças, adultos e idosos. Em todas as fases, será para tratamento curativo quando já tem alguma doença respiratória instalada ou preventivo quando queremos evitar o agravamento ou que algo venha a se desenvolver.

A frequência das sessões de fisioterapia respiratória irão variar muito, referente aos sintomas apresentados. No entanto, sugere-se que realize no mínimo de 2 a 3 vezes por semana.

Patrícia Oliveira
Texto escrito por:
Fisioterapeuta
Fisioterapia